A Escola Nacional da Proteção Judiciária da Juventude (ENPJJ)

Présentation de l'ENPJJ en version portugaise

A Escola Nacional da Proteção Judiciária da Juventude (ENPJJ)

A Escola Nacional da Proteção Judiciária da Juventude (École nationale de protection judiciaire ed la jeunesse / ENPJJ), é um serviço com competência nacional da Direção da Proteção Judicial da Juventude (Direction de la Protection judiciaire de la jeunesse / DPJJ). Pela su competência no âmbito do trablaho social, ela garenta a formacão profissional dos atores da justiça juvenil, as “formações  estatutárias” e as “formações continuas” dos agentes do serviço público da PJJ, e das acções de formação pluri institucionais, abertas a todos os atores da Proteção da Juventude.

A Escola Nacional da Proteção Judiciária da Juventude (ENPJJ), é um serviço com competência nacional da Direção da Proteção Judicial da Juventude (DPJJ).

Iniciada em várias parcerias, a ENPJJ  faz igualmente parte da rede das escolas do serviços públicos (Réseau des écoles de service public / RESP). Ela desenvolve actividades de investigação, de documentação e de edição, em apoio das práticas profissionais no âmbito da juventude et da adolescência vulnerável.   

Localizada em todo o território nacional, e o mais próximo dos lugares de práticas profissionais, a escola, compoe se de um sitio central, situado em Roubaix em 2008, de nove polos territoriais de formação (PTF) e de 2 missões em países exteriores (Antilles-Guyane et Réunion-Mayotte), ligadas aos polos da Ile de France-Outremer.

Hoje, são posicionados dois serviços  ao redor da direcção geral : o da formação e o da investigação e documentação. Eles são apoiados por um serviço de apoio, el secretario geral.

A ENPJJ constrói uma peritagem no âmbito da infância em perigo e da justiça penal da juventude graças a:

  • A multidisciplinaridade da investigação, em domínios das ciências da educação, da sociologia, da história , da psicologia, do direito e da criminologia. A articulação “formação - investigação” irriga los conteúdos de formação.
  • A riqueza de sua coleção de documentos. A biblioteca de mídia da Escola e a biblioteca de investigação, especializadas nas matérias da infância em perigo e da delinquência juvenil, acumulam 80000 obras e mais de 800 de revistas. Os trabalhos de digitalização atual permitirão proteger um pedaço histórico importante para a justiça juvenil no seio da biblioteca digital futura.
  • A qualidade de seus produtos de edição. A escola assegure a publicação de uma revista profissional, “Os cadernos dinâmico (Edições Érès),  e de 2 diários científicos, Sociedades e juventud em dificuldade (SEJED) e a revista de história da infância irregular (RHEI); apoio de reflexão para os profissionais que acompanham os jovens em dificuldades, a edição favorece a difusão dos conhecimentos, as reaccões e as patilhas das experiências.
  • A iluminação histórica do Centro de exposições de Savigny sur Orge, dedicado a história da infância em justiça século de XIX / XX.

 

Todas estas atividades tem por objectivo a apoiar a profissionalização dos agentes e contribui a desenvolver uma base comum de habilidades no serviço das missões da proteção judiciária da juventude.